Como usar prendedor de gravata Como usar prendedor de gravata

Como usar prendedores de gravata da maneira correta

6 minutos para ler

Para um homem bem vestido, não basta apenas usar a camisa certa, um costume bem cortado e uma gravata elegante. É preciso acima de tudo saber trabalhar com detalhes para compor um look realmente atraente e único.

Um detalhe que pode fazer a diferença em qualquer visual clássico é o uso de um prendedor de gravata. Mesmo pequeno, esse acessório pode diferenciar um homem e oferecer um requinte único. Para isso, obviamente deve-se saber como e quando usar o acessório. Por isso, fique de olho nas dicas a seguir e aprenda a aplica-lo tão único ao seu visual:

Para que serve o prendedor?

Como o nome já diz, os prendedores de gravata servem para segurar a gravata junto à camisa. Ele evita que ela fique, por exemplo, “voando” quando se está andando na rua ou que ela caía na mesa do escritório quando se está realizando atividades do trabalho.

Desse modo, mais do que um item que ajuda na estética, o prendedor tem uma aplicação útil na vida do homem moderno e deixa o visual muito mais harmonioso e equilibrado.

A localização e o tamanho do prendedor

Como utilizar prendedor de gravata

Na hora de usar um desses prendedores, deve-se prestar bastante atenção na posição do acessório. O ideal é que ele fique sempre entre o terceiro e o quarto botão da camisa, contando o colarinho. Isso faz com que ele esteja posicionado no peitoral, um local que beneficia o visual e oferece um ar arrojado ao homem.

Outro detalhe importante a se levar em consideração diz respeito ao tamanho do prendedor. Ele não deve ser mais largo que a gravata, de modo que o comum é que ele alcance somente ¾ da gravata. Entretanto, em alguns casos pode ser aceitável que o prendedor alcance toda a área de gravata, mas ele nunca deve ultrapassá-la.

Utilizar prendedores pode ser mais difícil para quem gosta de vestir gravatas slim, uma vez que esse modelo é menos largo que as demais. Justamente por isso, há tipos de prendedores específicos para combinar com essas gravatas, que são mais finos e menos compridos.

Por fim, vale ressaltar que também se deve tomar cuidado com o ângulo do prendedor. Ele nunca pode ficar torto e pendendo para o lado, pois o ideal é que o acessório se mantenha reto junto à camisa. Também se deve tomar cuidado no momento de prender a gravata junto ao acessório, para que ela não fique torta e quebre toda a elegância buscada junto ao visual.

Combinando o acessório com o visual

Combinar prendedor de gravata

Apesar de ser parecer muito simples, o prendedor de gravata é um acessório que pode ser utilizado em uma multiplicidade de combinações, basta saber montar com cuidado o look.

Quem gosta de um visual mais sério, pode apostar em composições mais neutras na hora de usar os prendedores. Basta escolher uma camisa e uma gravata de cor mais sóbria e aplicar um prendedor de cor neutra, como os de cores preta, cinza e prata.

Uma combinação como essa faz com que o prendedor não chame a atenção e a gravata continua sendo o centro da atenção do look. Trata-se do visual perfeito para homens em ambientes de trabalho ou durante uma reunião sofisticada no período noturno.

Entretanto, esse acessório também abre espaço para composições mais criativas e ousadas. Quem quer sair um pouco da zona de conforto pode utilizar prendedores coloridos, como aqueles em cores azul ou vermelho.

O ideal aqui é saber tomar cuidado com as cores para não desarmonizar o visual. Pode-se apostar em um look de tom sobre tom, ou combinar cores complementares para deixar a composição contrastada e mais divertida.

Tipos de prendedores

Há diferentes tipos de prendedores de gravata disponíveis, embora o mais comum deles seja o em formato de barra metálica, que prende a parte da frente da gravata junto ao espaço no lado de dentro da camisa. Este é o modelo mais fácil de encontrar em lojas e pode ser obtido em diversas cores. Também não é incomum, por exemplo, que alguns prendedores de barra tenham desenhos ou pequenos ornamentos, embora esses conteúdos “extras” possam deixar o visual sobrecarregado.

Outro modelo famoso, mas já não tão usado, é o alfinete de gravata. Como o nome já diz, esse tipo de prendedor aplica um pequeno alfinete que perfura a gravata a prende à camisa, semelhante a um brinco. Esse tipo de prendedor é considerado bastante formal, até mesmo por ter ser um modelo que era mais popular durante os anos 50 e 60. Alguns alfinetes possuem pedras ou joias como enfeite.

Um prendedor bem menos comum é a corrente de gravata (tie chain). Trata-se de um acessório que fica encaixado em um dos botões da camisa do homem e cuja uma fina corrente é colocada à frente da gravata. Esse acessório costuma deixar o visual bem elegante e sofisticado, mas é bem pouco usual, por isso, ele acaba sendo relegado a grandes eventos sociais e festividades mais formais.

Quando não usar o prendedor

Os prendedores de gravata podem ser utilizados em qualquer ocasião, mas há um caso no qual eles não são indicados: quando se usa um colete junto com look.

Quem gosta de usar o terno completo de três peças deve abandonar a ideia de inserir um prendedor em seu visual. Isso ocorre porque o colete cumpre a função do prendedor: ele segura a gravata para deixa-la mais próxima da camisa e dispensa a necessidade de uso de qualquer tipo de acessório que realize a mesma função.

Atualmente, há alguns homens ousados que utilizam um prendedor de gravata mesmo junto de um colete. Neste caso, a intenção é apenas estética, já que o prendedor já perdeu sua função quando o colete entra em jogo. Embora em alguns casos essa composição possa ser satisfatória, o ideal é tentar evitar tal tipo de combinação, pois o visual pode ficar excessivo demais e ninguém quer passar uma imagem excessiva. Por isso, o ideal é seguir as regras aqui ditas para não errar na hora de usar o prendedor.

Posts relacionados

Deixe um comentário