Como usar gravata slim com classe (e corretamente!)

6 minutos para ler

Apesar de ser um dos itens mais tradicionais do guarda-roupa masculino, a gravata tem sido adaptada ao longo dos anos e com a mudança na moda surgiram novos cortes, tamanhos e estampas. Tudo isso levou ao desenvolvimento da gravata slim, um modelo mais moderno e pouco usual.

A gravata slim é uma peça singular, mais fina que o modelo tradicional, pois sua ponteira apresenta aproximadamente de 4 a 6 centímetros. Essa leve diferença faz com que o modelo slim ofereça um visual diferente ao homem, modificando a mensagem que ele passa com seu traje.

O modelo tem se tornado cada vez mais comum no dia a dia e apresenta certa versatilidade que a gravata tradicional não tem. A seguir, você vai compreender porque isso acontece com o modelo slim:

Uma opção mais moderna

Gravata slim inspira modernidade

Por seu design mais fino, a gravata slim deixa qualquer look mais leve, descolado e até mesmo esportivo. Devido a isso, ela pode ser utilizada em eventos com amigos, jantares de trabalho, feiras de eventos e festividades corporativas variadas.

Entretanto, por ser uma gravata, ela não é menos formal que o modelo tradicional. Isso significa que, sabendo combinar bem a gravata slim com o restante do visual, ele ficará tão elegante e sofisticado quanto qualquer look com uma gravata mais larga. Por isso, é comum utilizá-la durante o trabalho, em um casamento ou formatura, ou seja, ocasiões onde um alto grau de formalidade é estritamente necessário.

O tipo de terno para a gravata slim

Terno para a gravata slim

Apesar de sua versatilidade de locais e ocasiões nas quais possa ser usada, a gravata slim não combina com todos os tipos de trajes formais.

Quem opta por esse modelo precisa ter no guarda-roupa um terno mais ajustado ao corpo e de lapela mais estreita. Isso porque a lapela do terno sempre deve ser proporcional à largura da gravata para manter certa proporção ao visual do homem.

Quando há discrepância, o visual fica desarmônico e a impressão que passa é que o homem exagerou no momento de montar seu look. Por isso, o modelo ideal para a gravata slim é justamente o terno slim, cujo corte é mais ajustado ao corpo e mais estreito, proporcionando maior equilíbrio ao visual formal.

Outro detalhe que se vale citar é o caso do uso do terno slim com as gravatas tradicionais: assim como o modelo de gravata slim não combina com o terno comum, o mesmo ocorre com uma gravata comum em um traje slim. As camisas também devem ser levadas em consideração, com os modelos de colarinho mais curto sendo ideais para esses trajes mais ajustados.

Escolhendo o nó

Escolhendo o nó

Quando pensamos em gravatas, sabemos que há diferentes tipos de nó que poderemos utilizar com essa peça. Porém, se no modelo tradicional qualquer nó pode ser aplicado, com as gravatas slim as coisas são diferentes e elas são mais restritas nesse caso.

Os nós muito grossos podem ficar exagerados e tirar o equilíbrio do visual de quem utiliza uma gravata slim. Por isso, as opções corretas de nó são os mais estreitos e assimétricos. Esse é o caso do nó Half Windsor e do Four in Hand, que proporcionam um visual bem elegante e moderno ao homem que veste a gravata slim.

O seu perfil físico

O modelo slim é realmente muito descolado e moderno, mas ele não combina com todo tipo físico. Como ocorre no caso do terno e da camisa, a questão da proporção volta a entrar em jogo aqui.

Pessoas mais musculosas ou com o corpo acima do peso ficam com um visual pouco equilibrado e desproporcional ao usarem gravatas slim, pois ela deixa a camisa muito exposta. Graças a isso, elas são indicadas principalmente para homens mais magros ou com corpo esguio, pois esse problema de proporção não ocorre e a exposição da camisa fica bem regulada.

As melhores cores para esta peça

Há algumas cores que combinam melhor com uma gravata slim e proporcionam uma sofisticação a mais ao look do homem. Elas variam de acordo com o período do dia, com os períodos diurnos sendo ideais para peças da cor vermelha ou rosa. Durante a noite, cores mais ousadas podem ser aplicadas sem perder a formalidade, como o dourado ou o marrom.

Cores frias como o azul, cinza e preto são coringas: elas podem ser utilizadas a qualquer momento do dia sem que se perca a elegância ou deixe o traje exagerado.

O comum é apostar em gravatas de cores lisas, sem grandes detalhes. Entretanto, quem realmente quer investir em uma estampa deve escolher bem a ocasião na qual pretende usá-la, pois elas funcionam melhor em eventos pouco formais do que em reuniões de negócios. Uma dica é apostar em listras ou estampas xadrez, pois elas combinam com diversos looks diferentes.

Variedade de tecidos

Embora boa parte das gravatas slim seja de seda, tem se tornado cada vez mais comum o surgimento das gravatas de lã. Esse tecido é considerado menos formal e alinhado a uma gravata slim, deixa o visual ainda mais descolado.

Por isso, uma gravata slim de lã deve ser usada somente em ocasiões informais e nunca durante o trabalho ou uma cerimônia importante.

Os acessórios

Acessórios para gravata slim

Claro que a gravata slim combina com acessórios, mas é sempre bom lembrar que eles devem ser utilizados com cautela para não deixar o visual excessivo demais.

O principal acessório é o prendedor de gravata. Utilizar esse simples item no visual deixa o homem ainda mais sofisticado e atraente, já que ele se destaca dos demais. No caso das gravatas slim, o ideal é utilizar prendedores mais finos e de cores que combinem com a gravata ou com o visual do homem em geral. Quem usa camisa slim junto da gravata também pode optar por abotoaduras, que oferecerem uma elegância singular ao look.

Seguindo essas dicas, é fácil ficar bem vestido com uma gravata slim e ainda apostar em um visual contemporâneo sofisticado. Afinal, a ideia desse modelo de gravata é que ele chame a atenção sem que o homem perca sua classe.

Mas a gravata slim pode não ser a única opção adequada para o seu objetivo. Saiba também como escolher o tipo ideal de gravata para cada ocasião.

Posts relacionados

Deixe um comentário